quarta-feira, 12 de julho de 2017

Cristãos perseguidos

Por Eliana Maria (Ir. Gabriela, Obl. OSB)

Imagem relacionada
*Artigo da Redação da Revista Além Mar


‘No primeiro semestre deste ano, houve vários ataques contra os cristãos no Egito. No mês de maio, 28 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas num ataque armado a um carro que transportava cristãos coptas para o Mosteiro de São Samuel, na província de Minya, a sul do Cairo. Um mês antes, durante as comemorações da Páscoa, houve também atentados em duas igrejas, em Tanta (na foto) e Alexandria, que causaram 45 mortos e foram reivindicados pelo grupo extremista Estado Islâmico.

Os coptas são a comunidade cristã mais importante e uma das mais antigas do Médio Oriente, representando entre 10 % e 12 % dos 90 milhões de Egípcios. São uma minoria cristã perseguida, mas não são os únicos que são alvo de perseguições em todo o mundo. Em países como a Síria, Iraque ou Cazaquistão, ser cristão pode custar a vida. Segundo a associação Portas Abertas, existiam cerca de 215 milhões de cristãos perseguidos nos 50 países que compõem a lista mundial de perseguição. Todavia, o Cristianismo continua a ser a religião com maior número de seguidores do mundo, há cerca de 2.106.962.000 cristãos em todo o mundo.

Pelo 15.º ano consecutivo, a Coreia do Norte lidera a lista de perseguição aos cristãos. Neste país, o simples fato de colaborar com um missionário cristão já existe o risco de que a pessoa seja presa. O país reforçou as sanções depois que a Coreia do Sul acolheu 468 refugiados norte-coreanos no seu território.’


Fonte :

Nenhum comentário: